Buscar

Arborização Urbana: Exemplos de cidades no mundo bem arborizadas

Vinicius Moizes Burguês

Atualmente, o mundo vem sofrendo com elevadas temperaturas decorrentes do aquecimento global, que apesar de conhecido mundialmente continua aumentando ao redor do mundo. Como consequência temos elevadas temperaturas principalmente nos centros urbanos, onde temos a presença elevada de construções e a ausência de árvores, fator crucial para a diminuição da temperatura dentro das cidades.


Dito isso, entende-se que é de extrema importância compreender e promover a arborização urbana para que assim a radiação de ondas solares possam ser bloqueadas além de promover o aumento da evaporação da água, fazendo assim com que haja a redução da temperatura urbana, criando microclimas mais agradáveis, diminuindo a poluição do ar e evitando inundações e enchentes durante as tempestades, devido seus sistemas de raízes de absorção de água.


Em 2015 o Conselho da Agenda Global (GAC) do Fórum Econômico Mundial (WEF) sobre o Futuro das Cidades incluiu o aumento da cobertura verde em sua lista das dez principais iniciativas urbana, sendo assim, diversos países estão reconhecendo a importância da arborização urbana e incentivam através de leis e educação a conscientização para que melhores condições de vida sejam obtidas futuramente através do aumento da cobertura do dossel verde.Através do GVI, índice de visão verde, podemos analisar cidades ao redor do mundo que já alcançam altos índices de arborização urbana, como podemos observar:





Segundo o Treepedia, ferramenta online que compara o GVI de cidades ao redor do mundo, até o atual momento a cidade que apresenta maior índice de visão verde com 36,1% é Tampa na Flórida, com uma densidade populacional de 1,283/km²; acompanhando Tampa, temos Breda na Holanda com 29,3% de GVI e uma densidade populacional de 1,459/km² e Singapura também com 29,3% de GVI e densidade populacional de 7,797/km²; seguido de Oslo, capital da Noruega com 28,8% de GVI e uma densidade populacional de 4,421/km²; podendo analisar mais cidades presentes com GVI’s de 25%, 23%, 20%, além de termos a presença da cidade de São Paulo que apresenta uma densidade populacional de 7,913/km² e um GVI de 11,7% ficando à frente somente de Paris e Quito.


http://senseable.mit.edu/treepedia/cities/boston

O site Treepedia mede a cobertura do dossel nas cidades,com um método universalmente aplicável, ele analisa a quantidade de verde observado,considerando a obstrução das copas das árvores, em vez de contar o número individual de árvores, porém não mapeia os parques. Com o método do Google Street View( GSV) é representado a percepção humana do meio ambiente ao nível da rua, ao invés de usar imagens de satélite, além disso esse programa é aberto ao público, ou seja, qualquer pessoa pode calcular o GVI de sua cidade, só é necessário ter a rede de ruas da região na forma de um arquivo GIS e uma chave API do GSV.







Treepedia. Exploring the Green Canopy in cities around the world. Disponível em: <http://senseable.mit.edu/treepedia/cities/amsterdam>. Acesso em: 01 de Outubro de 2021.


47 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo