© Por ESALQ Júnior Florestal

 Criado com Wix.com

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
Buscar

O que é Engenharia Florestal e o que os profissionais da área fazem?

A ESALQ Júnior Florestal é uma empresa júnior formada apenas por universitários da USP- Piracicaba, campus Luiz de Queiroz. A universidade é sede dos cursos de graduação de Engenharia Agronômica, Ciência dos Alimentos, Economia, Administração, Biologia, Licenciatura em Ciências Agrárias, Gestão Ambiental e Engenharia Florestal. Em sua estruturação, a ESALQ Júnior Florestal possui membros de múltiplos cursos, entretanto, essa publicação visa falar sobre os(as) engenheiros(as) florestais, os maiores componentes de nossa equipe.


A Engenharia Florestal é um segmento da engenharia que aborda, de maneira geral, tudo relacionado à floresta, que vai desde o entendimento de ecologia, passando pela conservação de água, solo e seres, até o seu manejo.


O(A) profissional que atua nessa área é capacitado a analisar e estudar a dinâmica das florestas e seus ecossistemas. A partir desse estudo, o engenheiro florestal desenvolve projetos de exploração dos recursos florestais com o objetivo de minimizar os impactos ambientais.


O(A) engenheiro(a) florestal pode atuar com a ecologia aplicada. Nessa área, ele(a) estuda e gerencia parques e reservas florestais, elabora e acompanha projetos de preservação, administra os processos de exploração com o foco em preservar os recursos naturais e ainda recupera áreas degradadas.


No manejo florestal, o(a) engenheiro(a) atua na elaboração e desenvolvimento de projetos de reflorestamento, com o objetivo de aumentar a produtividade de empresas de plantio e comércio de árvores e madeiras brutas. Para isso, ele(a) se encarrega da seleção de sementes e mudas de plantas, identifica e classifica espécies vegetais e procura melhorar suas características, analisando as condições necessárias à sua adaptação ao meio ambiente.


Gerencia a produção de mudas, planeja a plantação e faz pesquisas voltadas ao melhoramento genético das espécies. Também é sua atribuição cuidar da arborização urbana.


O campo de fiscalização é outra área em que este(a) profissional pode atuar, supervisionando empresas que utilizam produtos com origem florestal, como é o caso de indústrias que utilizam carvão para aquecimento de caldeiras ou fornos.


No campo da pesquisa e desenvolvimento, este(a) engenheiro(a) desenvolve novas tecnologias de produtos florestais, melhorando o aproveitamento, a extração e a industrialização de madeiras e outros produtos da floresta, como óleos e resinas.


Além de áreas ligadas à indústria, o(a) engenheiro(a) florestal pode atuar na área de educação ambiental e ecoturismo, trabalhando em instituições de ensino, empresas privadas e públicas.


Por fim, o(a) engenheiro(a) florestal faz, ainda, vistorias, perícias e avaliações, emitindo laudos e pareceres. Em sua atuação, visa garantir a segurança e minimizar impactos socioambientais.


31 visualizações